Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/9
Title: A revitalização do Centro Histórico de Chaves: o factor cultura.
Authors: Leite, Jorge Manuel Pinheiro
Keywords: Cidade
Património
Cultura
Centro Histórico
Revitalização
Estratégias
Issue Date: 2010
Citation: Leite, J.M.P. (2010). A revitalização do Centro Histórico de Chaves: o factor cultura. Dissertação de Mestrado em Planeamento e Gestão da Cultura.
Abstract: Este estudo tem como tema as carências, numa perspectiva cultural, determinantes para a revitalização do Centro Histórico de Chaves. A actual situação da cidade decorre da massificação habitacional das zonas periféricas, originada pela grande explosão demográfica que experimentam as grandes e médias urbes, como consequência do abandono das pequenas aldeias, cuja população migra na procura de trabalho e de um melhor modo de vida. Os centros históricos, incapazes de dar resposta a este fenómeno vão sendo esvaziados das suas funções originais de zona residencial e de atractivo cultural para as populações. O Centro Histórico de Chaves não é excepção. Neste sentido, efectuou-se uma pesquisa exploratória, recorrendo a métodos não probabilísticos, aplicando um questionário a 164 residentes/visitantes do Centro Histórico de Chaves. Procurou-se saber principalmente, até que ponto as políticas de produção e programação efectuadas para o Centro Histórico de Chaves, maioritariamente executadas pela autarquia flaviense, estavam ou não a satisfazer a comunidade frequentadora e atenta aos eventos culturais que aí decorriam. Os aspectos estruturais e de funcionalidade dos equipamentos culturais existentes no centro histórico foram outro dos assuntos tratados no inquérito. Os resultados revelaram que efectivamente foram denotadas algumas carências culturais no Centro Histórico, tanto de cariz formal como funcional. Carências que, como demonstra o estudo, são de resolução não muito complicada. Foram também apontadas algumas estratégias que poderão ser utilizadas de maneira a que a revitalização do Centro Histórico de Chaves possa ser efectuada de uma forma diversificada, apelando por vezes à criatividade, e que possa ser feita utilizando os recursos endógenos, viabilizando assim, a sua sustentabilidade e autenticidade.Este estudo tem como tema as carências, numa perspectiva cultural, determinantes para a revitalização do Centro Histórico de Chaves. A actual situação da cidade decorre da massificação habitacional das zonas periféricas, originada pela grande explosão demográfica que experimentam as grandes e médias urbes, como consequência do abandono das pequenas aldeias, cuja população migra na procura de trabalho e de um melhor modo de vida. Os centros históricos, incapazes de dar resposta a este fenómeno vão sendo esvaziados das suas funções originais de zona residencial e de atractivo cultural para as populações. O Centro Histórico de Chaves não é excepção. Neste sentido, efectuou-se uma pesquisa exploratória, recorrendo a métodos não probabilísticos, aplicando um questionário a 164 residentes/visitantes do Centro Histórico de Chaves. Procurou-se saber principalmente, até que ponto as políticas de produção e programação efectuadas para o Centro Histórico de Chaves, maioritariamente executadas pela autarquia flaviense, estavam ou não a satisfazer a comunidade frequentadora e atenta aos eventos culturais que aí decorriam. Os aspectos estruturais e de funcionalidade dos equipamentos culturais existentes no centro histórico foram outro dos assuntos tratados no inquérito. Os resultados revelaram que efectivamente foram denotadas algumas carências culturais no Centro Histórico, tanto de cariz formal como funcional. Carências que, como demonstra o estudo, são de resolução não muito complicada. Foram também apontadas algumas estratégias que poderão ser utilizadas de maneira a que a revitalização do Centro Histórico de Chaves possa ser efectuada de uma forma diversificada, apelando por vezes à criatividade, e que possa ser feita utilizando os recursos endógenos, viabilizando assim, a sua sustentabilidade e autenticidade. This study has as its subject lacks, a cultural perspective, crucial for the revitalization of the historic center of Chaves. The current state of the city arises from mass housing in peripheral areas, whether caused by the large population boom experienced by the large and medium cities, as a result of the abandonment of small villages, whose population migrates in search of work and a better way of life. The historical centers, unable to respond to this phenomenon are being emptied of its original functions of the residential area and cultural attraction for people. The Historic Center of Chaves is no exception. In this sense, was carried out exploratory research, using non-probabilistic methods, applying a questionnaire to 164 residents / visitors to the Historic Center of Chaves. Sought to know mainly, to what extent production policies and programming made for the Historical Center of Chaves, mostly executed by the municipality Flaviense, or were not met in the community frequenter and attentive to cultural events conducted there. The structural features and functionality of existing cultural facilities in the historic center were the subjects addressed in another investigation. The results revealed that some were actually denoted cultural deficiencies in the Historic Center, both formal and functional in nature. Deficiencies, as demonstrated in the study are not very complicated resolution. We also identified some strategies that could be used so that the revitalization of the Historic Center of Chaves may be performed in a diverse, sometimes calling for creativity, and can be made using the indigenous resources, thereby allowing its sustainability and authenticity.This study has as its subject lacks, a cultural perspective, crucial for the revitalization of the historic center of Chaves. The current state of the city arises from mass housing in peripheral areas, whether caused by the large population boom experienced by the large and medium cities, as a result of the abandonment of small villages, whose population migrates in search of work and a better way of life. The historical centers, unable to respond to this phenomenon are being emptied of its original functions of the residential area and cultural attraction for people. The Historic Center of Chaves is no exception. In this sense, was carried out exploratory research, using non-probabilistic methods, applying a questionnaire to 164 residents / visitors to the Historic Center of Chaves. Sought to know mainly, to what extent production policies and programming made for the Historical Center of Chaves, mostly executed by the municipality Flaviense, or were not met in the community frequenter and attentive to cultural events conducted there. The structural features and functionality of existing cultural facilities in the historic center were the subjects addressed in another investigation. The results revealed that some were actually denoted cultural deficiencies in the Historic Center, both formal and functional in nature. Deficiencies, as demonstrated in the study are not very complicated resolution. We also identified some strategies that could be used so that the revitalization of the Historic Center of Chaves may be performed in a diverse, sometimes calling for creativity, and can be made using the indigenous resources, thereby allowing its sustainability and authenticity.
URI: http://hdl.handle.net/11328/9
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TMPGC 1 (RESUMO).pdf238.52 kBAdobe PDFView/Open
TMPGC 1 (CORPO).pdf21.17 MBAdobe PDFView/Open
TMPGC 1 (CAPA).pdf101.42 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.