Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/892
Title: Agências de viagens do futuro: Um arquétipo para Portugal.
Authors: Salvado, Josefina
Keywords: Distribuição turística
Drivers da economia digital
Agências de viagens do Futuro
GDS – Global Distribution Systems
Cadeia de valor
SAD – Sistemas de Apoio à Decisão
TRS – Tourism Recommender Systems
Tourism distribution
Digital economy drivers
Travel agencies
Value chain
Issue Date: 2009
Citation: Salvado, J.O.M.G. (2009). Agências de viagens do futuro: Um arquétipo para Portugal. (Dissertação de Mestrado não publicada), Universidade de Aveiro.
Abstract: A distribuição turística reconhece nos drivers da economia digital um efeito incentivador da produtividade e da rendibilidade, conduzindo a vantagens competitivas sustentáveis. O grande poder da Internet e a desregulamentação de alguns sectores económicos, veio revolucionar os conceitos de negócio, os processos organizacionais e sobretudo a gestão das cadeias de valor e de oferta das agências de viagens. A ampla tipologia de canais de retalho deste sector e as complexas relações entre eles, sugere uma colossal quantidade de informação a ser processada, gerida, distribuída e comunicada. As agências de viagens vivem actualmente num ambiente de negócios Darwiniano, onde apenas as mais resilientes sobrevivem. A competitividade é assim uma questão de sobrevivência e de liderança. Este enquadramento facilitou a génese de um novo arquétipo de agências de viagens, que designaremos por “Agências de Viagens do Futuro”, dominado por modelos organizacionais virtuais resilientes e por inovadores Web-Systems interactivos do tipo Travel Recommender Systems. A metodologia utilizada nesta tese, envolveu um inquérito por questionário a agências de viagens independentes e a grupos de agências de política fechada, em Portugal. O objectivo foi avaliar o nível de utilização das TICs no negócio e conhecer o grau de sofisticação / interactividade dos serviços disponíveis no front-office e nos seus sites, de modo à sua classificação como agências de viagens do futuro.
The tourism distribution recognizes in the digital economy drivers an incentive to productivity and rendibility, leading to sustainable competitive advantages. The great power of the Internet and deregulation came to transform the business concepts, the process organization and over all the business chain management of travel agencies. The large typology of retail channels in this economic activity and the complex relationship between them, suggest a colossal amount of information to be processed, managed, distributed and communicated. The travel agencies live currently in a Darwinian environment business-oriented, where only resilient entrepreneurs are able to survive. The competitiveness is thus a leadership and survival question. This framing makes possible the geneses of a new archetype of travel agencies, that we will assign “Future Travel Agencies”. It is dominated by resilientes virtual organizations models and by interactive and innovators Travel Recommender Systems. The methodology used in this thesis, involved a survey inquiry for independent travel agencies and for closed politics groups travel agencies, in Portugal. The objective was to evaluate Tics level used in work processes and be acquainted with sites sophistication and interactivity degree of the available services in front-office, in order to classify them, as future travels agencies.
Description: Orientação: Professor Doutor Carlos Costa.
URI: http://hdl.handle.net/11328/892
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese mestrado.pdf8.61 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.