Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/867
Title: Exploração e indecisão vocacional em alunos do ensino superior: estudo exploratório
Authors: Gomes, Liliana Marlene Oliveira
Keywords: Exploração e indecisão vocacional
Ensino superior
Alunos
TMPS
Issue Date: 31-Jul-2014
Citation: Gomes, L.M.O. (2014). Exploração e indecisão vocacional em alunos do ensino superior: estudo exploratório. (Dissertação de Mestrado), Universidade Portucalense, Portugal.
Abstract: O presente estudo analisa a associação existente entre a exploração vocacional e a tomada de decisão em alunos do ensino superior, contribuindo para a construção de programas de intervenção psicológica vocacional. Este estudo enquadra-se na linha de investigação do desenvolvimento de carreira (Taveira, 2008), da exploração vocacional (Taveira, 1997), bem como na influência do género nas escolhas vocacionais (Saavedra, 2005). Os dados da investigação foram colhidos num estabelecimento de ensino superior particular, Universidade Portucalense Infante D. Henrique. A amostra deste estudo é constituída por 49 participantes, na sua maioria mulheres (n=42), maioritariamente (68%) com idades entre os 19 e os 21. Os estudantes frequentavam o 2º ano do 1º ciclo de estudos em Psicologia, na Universidade Portucalense, no ano letivo 2012/2013. Após o consentimento informado, os inquiridos responderam a um Questionário Sociodemográfico (Gomes & Costa Lobo, 2013), a uma Escala de Decisão de Carreira designada Career Decison Scale (versão original Osipow, Carney, Winer, Yanico & Kochier, 1976 -adaptada para a população Portuguesa por Taveira, 1997) e a uma Escala de Exploração Vocacional denominada Career Exploration Survey (versão original Stumpf, Collarelli & Hartman, 1983- adaptada para a população Portuguesa por Taveira, 1997). Observou-se, através do teste de independência do Qui-quadrado, não existir qualquer associação entre as variáveis sociodemográficas em estudo e a decisão da escolha vocacional. Para verificar a associação entre as crenças de exploração e os processos de exploração foi utilizado o teste de coeficiente de Correlação Linear de Pearson, através do qual se averiguou a existência de uma associação significativa e moderada entre as variáveis em estudo. Em relação à associação entre quantidade de informação e indecisão de carreira, foi usado o teste de independência do Qui-quadrado que atestou a associação significativa entre as variáveis em questão. Após a análise e confirmação parcial das hipóteses, verifica-se que as crenças de exploração influenciam o modo e o envolvimento do estudante nas atividades exploratórias, processos que se apresentam como determinantes no envolvimento do aluno na tomada de decisão. Os resultados obtidos nesta investigação são úteis à ponderação de novos momentos de investigação e de sistematização de intervenção psicológica vocacional no ensino superior.
Description: Orientação: Professora Doutora Cristina Costa Lobo
Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica.
URI: http://hdl.handle.net/11328/867
Appears in Collections:INPP - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TMPS 30.pdf1.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.