Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/593
Title: Da vida laboral à reforma: expectativas de ocupação.
Authors: Neto, Arthur Moreira da Silva
Keywords: Evelhecimento
Reforma
Transição
Expectativas de ocupação
Issue Date: 2010
Citation: Neto, A.M.S. (2010). Da vida laboral à reforma: expectativas de ocupação. (Tese de doutoramento), Universidade Portucalense, Portugal.
Abstract: As expectativas ocupacionais são diversificadas, uma vez que cada pessoa envelhece de forma diferente. Pelo facto da actividade laboral ser tão estruturante na existência humana, já que se passa tanto tempo a trabalhar, nem sempre a passagem à reforma ocorre de maneira simples. Assim, saber metas e objectivos a serem alcançados no período da reforma pode ser de grande valia para este, promovendo uma transição o mais natural possível, sem ocasionar rupturas ou transformações abruptas. O objectivo principal do presente trabalho é conhecer como alguns profissionais da área da saúde e da educação pretendem ocupar o seu tempo disponível quando desfrutarem a respectiva reforma. O presente trabalho, para além de uma fundamentação teórica, engloba dois estudos. O primeiro estudo consiste na validação e aplicação de uma escala, por nós elaborada, que teve por objectivo avaliar atitudes face à reforma. O segundo estudo consiste na aplicação de um questionário semi-estruturado com o objectivo de conhecer factores de stress laboral e perspectivas futuras pós-reforma. O primeiro estudo permitiu-nos concluir que entre as atitudes positivas face à reforma sobressai o aumento de tempo para a família e a possibilidade de se libertar do stress laboral. Das conclusões do segundo estudo, podemos destacar que as perspectivas pós-reforma englobam fazer algumas actividades que sempre gostaram e não tinham tempo (viagens, jardinagem, voluntariado, prática de actividade física) ou uma continuidade de actividades que vinham exercendo paralelamente ao trabalho. Também houve alguns inquiridos que expressaram o desejo de continuar a exercer a sua profissão em outras circunstâncias. Alguns demonstraram ver com apreensão a reforma por estarem próximos da velhice e pelo medo de gozarem de menos saúde ou ficarem inactivos. A perspectiva de ocuparem o seu tempo pós-reforma com a família, nomeadamente a cuidarem dos netos é também visível nas respostas dadas, sobretudo pelo género feminino. Occupational expectations are diverse as each person ages differently. By virtue of employment be as structuring in human existence, since it is so much time working, not always the retirement occurs in a simple way. So, find out goals and objectives to be achieved in the retirement period can do much for this, promoting a transition as natural as possible without cause abrupt breaks or transformations. The main objective of this work is to understand how some health and education professionals intend to occupy your time available when enjoy their retirement. The present work, besides a theoretical basis, comprises two studies. The first study consists in validation and application of a scale, developed by us, which was designed to evaluate attitudes to reform. The second study consists in applying a semi-structured questionnaire assess stressors at work and future prospects post-retirement. The first study allowed us to conclude that between positive attitudes towards reform excels the increased time for family and the possibility to get rid of stress at work. The conclusions of the second study, we can highlight that prospects post-retirement encompass do some activities that always liked and did not have time (travel, gardening, community service and volunteering, practice of physical activity) or a continuity of activities that were acting alongside work. Also there were some respondents who expressed a desire to continue exercising their profession in other circumstances. Some demonstrated see with concern the reform by being close to the old age and fear basis less health or become inactive. The prospect of employing your post-retirement time with the family, including the care of grandchildren is also visible in their respective replies, particularly by the feminine gender.
URI: http://hdl.handle.net/11328/593
Appears in Collections:INPP - Teses de Doutoramento / PhD Thesis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TDE 7.pdf2.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.