Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/555
Title: Alunos do 8ºano perante actividades de investigação matemática: Perspectivas, atitudes e implicações.
Authors: Almeida, Conceição, orientador científico
Ferreira, Carla Maria da Fonseca
Keywords: Mudanças
Currículo
Actividades de investigação
Perspectivas da matemática
TMMAT
Issue Date: 2007
Citation: Ferreira, C.M.F. (2007). Alunos do 8ºano perante actividades de investigação matemática: Perspectivas, atitudes e implicações. (Dissertação de Mestrado), Universidade Portucalense, Portugal. Disponível no Repositório UPT, http://hdl.handle.net/11328/555.
Abstract: Este trabalho teve como objectivo compreender as atitudes dos alunos do ensino básico, perante as actividades de investigação e em que medida estas modificariam a perspectiva da matemática. A sociedade actual exige que os cidadãos sejam capazes de responder às situações mais variadas. Sobreviver nesta sociedade não é fácil, é necessário que os jovens de hoje tenham a capacidade de se adaptar e de intervir de modo responsável. A escola é o local privilegiado para adquirir essas competências. A matemática é a disciplina, por excelência, que está presente na vida real. Logo, as suas competências revelam-se de extrema importância. Para que os jovens as adquiram é necessário envolvê-los em actividades significantes, variadas e ricas entre elas as actividades de investigação. As actividades de investigação promovem no aluno a capacidade de construir o seu próprio saber, de ser cada vez mais autónomo, de decidir percursos e testar conjecturas. O estudo envolveu uma turma do oitavo ano e a professora da turma, que também foi a investigadora. Os alunos foram sujeitos a duas tarefas de investigação, ambas sobre números. Para além da realização das tarefas, era pedido aos alunos que elaborassem um relatório descritivo do trabalho efectuado. A metodologia de investigação, de natureza qualitativa, envolveu a recolha de dados através da gravação de imagem e de som, da observação da aula, do relatório produzido pelos grupos e questionários. A análise dos dados teve como principal objectivo, verificar e detectar quais as dificuldades sentidas pelos alunos na realização das tarefas e do respectivo relatório e se de alguma forma a visão da matemática era alterada. Quanto aos resultados, foram identificadas dificuldades ao nível da interpretação, compreensão de textos e ao nível da expressão escrita. Os alunos solicitaram muitas vezes o professor para ultrapassar as dificuldades e para validar o seu trabalho. Também interagiram com os colegas, preferiram o trabalho de grupo, pois privilegiou a discussão e a reflexão das aprendizagens. Existiu um sentimento de auto-valorização. Os alunos verificaram, que na matemática interessa o desenvolvimento de raciocínios e a construção da aprendizagem, em vez de um conjunto de respostas certas. Apesar das limitações do estudo, pela escolha dos alunos, das actividades e do momento de realização, acreditamos que reflecte a realidade do ensino e dos alunos em matemática. Recomendamos, que se continue a estudar a aplicação das experiências de aprendizagem na sala de aula, concretamente a comunicação oral e a produção de materiais escritos na sala de aula. This study intended to understand the attitudes of the students of basic education, when confronted with the investigation activities and how these would modify the conception of the mathematics. The current society demands that the citizens are capable to answer to a varied quantity of situations. It’s not easy to survive in this society, it’s necessary that the young of today has the capacity of adapting and to act in a responsible way. The school is the privileged place to acquire these abilities. The mathematics is the discipline, par excellence, that it is present in the real life. There for, its abilities are of extreme importance. In order that the young acquires them is necessary to involve them in significant activities, varied and rich such as the investigation activities. The investigation activities promote in the student the capacity to construct its own knowledge, of being each time more autonomous, to test conjectures and decide paths. The study involved a group of students of the eighth grade and the teacher who also was the investigator. The pupils were submitted to two tasks of investigations, both on numbers. Beyond the accomplishment of the tasks, they were asked to elaborate a descriptive report of the work done. The methodology of this study, qualitative nature, involved the collect of data through the recording of image and sound, of the observation, of the report produced and questionnaires. The analysis of the data had as main goal, to verify and detect which difficulties were felt by the students in the accomplishment of the tasks and of the respective report and if some how the conception of the mathematical was modified. About the results, difficulties had been identified to the level of the interpretation, understanding of texts and to the level of the written expression. The students had requested many times the help of the teacher in order to validate their work. They also interacted with their pairs in the work group, because it privileges the cross difficulties and the rethinking of the accomplished. There was a self-valuation feeling. The students verified that mathematics interest is the development of thinking and the construction of knowledge instead a set of right answers. Although the study depends on the choice of the students, the activities and the moment of accomplishment, we believe that it reflects the reality of mathematics education and its students. It is recommend the continuation of the study of the application of the learning experiences in the classroom mainly the communication and the production of written materials in the classroom.
Description: Dissertação de Mestrado em Matemática/Educação.
URI: http://hdl.handle.net/11328/555
Appears in Collections:REMIT - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TMMAT 86.pdf2.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.