Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/54
Title: (In)Sucesso na matemática e a utilização de recursos didácticos no 7º ano de escolaridade: estudo de caso.
Authors: Oliveira, Carla Alexandra Baptista
Keywords: Insucesso
Matemática
Tecnologias
Materiais manipuláveis
Quadro interactivo
TME
Issue Date: 2010
Citation: Oliveira, C. A. B. (2010). (In)Sucesso na matemática e a utilização de recursos didácticos no 7º ano de escolaridade: estudo de caso. Dissertação de Mestrado em Educação.
Abstract: O insucesso na disciplina de matemática e as dificuldades apresentadas pelos alunos fazem parte do dia-a-dia e é algo reconhecido por todos. Com esta investigação pretende-se conhecer, analisar e compreender por um lado, as causas do insucesso, na disciplina de Matemática, dos alunos de uma turma, na transição do 6º para o 7ºano na perspectiva da professora e dos alunos e, por outro, de que modo a utilização de recursos didácticos diversificados pode contribuir para a melhoria dos resultados dos alunos dessa turma, nesta disciplina. Neste sentido, propomo-nos a dar resposta às seguintes questões: (a) Quais as razões do insucesso escolar dos alunos no 7ºano da turma X na disciplina de Matemática segundo a perspectiva da professora?; (b) Quais as razões do insucesso escolar dos alunos no 7ºano da turma X na disciplina de Matemática segundo a perspectiva dos alunos?; (c) Que percepção têm os alunos e a professora, desta turma, do uso de recursos didácticos diversificados e da sua contribuição para o sucesso na disciplina?; e (d) Que concepções têm os alunos e a professora sobre o grau de exigência das Provas de Aferição quando comparado com as fichas de avaliação realizadas durante o 6º e 7ºanos de escolaridade?. Pretendendo dar resposta às questões deste estudo, optou-se por uma metodologia de natureza qualitativa, mais concretamente por um estudo de caso uma vez que se pretendia abordar a professora e os alunos no seu local de trabalho e responder a questões cujo produto final seria de natureza descritiva e interpretativa. Para a recolha de dados efectuou-se um questionário a todos os alunos de uma turma do 7ºano de escolaridade, um inquérito à professora de Matemática da referida turma, utilizou-se a observação de aulas, o diário de bordo elaborado pela investigadora, o diário de aulas realizado pela professora de Matemática e a análise de documentos. Este estudo mostra que para os alunos, as principais causas de insucesso escolar em Matemática são aquelas que se relacionam com o próprio aluno, a saber: pouco estudo e falta de organização e métodos de trabalho. Por isso, na sua maioria, não apontam aspectos a ser modificados nas aulas de Matemática. Em relação às Provas de Aferição, os alunos consideram que: (1) os exercícios da Prova de Aferição não são menos exigentes do que aqueles que eram propostos, nas fichas de avaliação, pelo professor no 6ºano; (2) mas, os propostos nas fichas de avaliação, no 7ºano, são mais exigentes e de difícil resolução quando comparados com os da Prova de Aferição. Por outro lado, todos os alunos da turma consideram que as aulas de Matemática se tornaram mais interessantes e motivadoras com a realização de actividades com recurso a materiais manipuláveis e ao quadro interactivo e que este último deveria ser utilizado mais vezes, afirmando que aprendem mais com a utilização de recursos didácticos diversificados e, desta forma, conseguem melhorar os resultados à disciplina. Para a professora as principais causas de insucesso escolar são, fundamentalmente, as que se relacionam com: (1) os próprios alunos – o pouco trabalho pessoal, a falta de atenção, de capacidades de aquisição, interpretação e relacionação dos conteúdos leccionados, de pré-requisitos e de interesse demonstrados pela grande maioria dos alunos face à disciplina; (2) a organização escolar - organização das turmas; (3) a disciplina de Matemática - carência de recursos didácticos e extensão dos programas. Na sua opinião, as actividades realizadas com recurso a materiais manipuláveis e ao quadro interactivo tornaram as aulas mais entusiasmantes e motivadoras e a sua implementação teve reflexos relevantes para a aprendizagem dos alunos.
URI: http://hdl.handle.net/11328/54
Appears in Collections:INPP - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TME 413.pdf2.97 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.