Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/4414
Title: O papel da escola, da família e da associação no suporte ao ensino remoto de emergência dos alunos do 1.º ciclo do ensino básico em situação de vulnerabilidade social: um estudo de caso
Authors: Gouveia, Andreia dos Santos, orientador científico
Anunciação, Carolina Maria da Costa
Keywords: Ensino-aprendizagem
Vulnerabilidade social
Ensino remoto de emergência
Escola-família
Associação de intervenção social
Issue Date: 13-Jul-2022
Citation: Anunciação, C. M. C. (2022). O papel da escola, da família e da associação no suporte ao ensino remoto de emergência dos alunos do 1.º ciclo do ensino básico em situação de vulnerabilidade social: um estudo de caso [Dissertação de Mestrado em Administração e Gestão da Educação, Universidade Portucalense]. Repositório Institucional UPT. http://hdl.handle.net/11328/4414
Abstract: As mais recentes investigações sugerem que a pandemia causada pelo Covid-19 tem provocado perdas significativas na aprendizagem e no desenvolvimento dos alunos acentuando ainda mais as desigualdades existentes. Como forma de minimizar ou reverter estes efeitos adversos, o Estado tem procurado desenvolver programas focados na recuperação das aprendizagens. O presente estudo de natureza qualitativa, tem como principal objetivo analisar o papel da escola, da família e da associação no suporte ao Ensino Remoto de Emergência dos alunos do 1º ciclo do Ensino Básico em situação de vulnerabilidade social. Neste sentido, este estudo de caso socorreu-se de um conjunto de instrumentos de recolha de dados, nomeadamente: entrevistas semiestruturadas dirigidas à Diretora da Associação “A” e aos Membros da Direção da Escola EB1 “B”; focus group realizados aos alunos que frequentavam o 1º ciclo do Ensino Básico; e, aplicação de um inquérito por questionário aos pais/EE. Os resultados mostram que (i) embora, tenha sido feito alocação de recursos tecnológicos estes não foram suficientes para todas as crianças; (ii) o envolvimento da família permitiu uma maior aproximação do processo de ensino e aprendizagem; (iii) o ERE fez com que as crianças se desmotivassem, e consequentemente a sua atenção e concentração nas aulas diminuíssem.
The most recent research suggests that the pandemic caused by Covid-19 has caused significant losses in students' learning and development, further accentuating existing inequalities. As a way to minimize or reverse these adverse effects, the State has sought to develop programs focused on the recovery of learning. The present study of qualitative nature, has as main objective to analyse the role of the school, the family and the association in supporting the Emergency Remote Learning of 1st cycle Primary School students in a situation of social vulnerability. Therefore, this case study used a set of data collection tools, namely: semi-structured interviews conducted with the Director of the Association "A" and the Board Members of School EB1 "B"; focus groups conducted with students attending the 1st cycle of basic education; and, a questionnaire survey applied to parents/SETs. The results show that (i) although technological resources were allocated, they were not sufficient for all children; (ii) the involvement of the family allowed a closer approach to the teaching and learning process; (iii) the SES caused the children to become demotivated, and consequently their attention and concentration in classes decreased.
URI: http://hdl.handle.net/11328/4414
Appears in Collections:INPP - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
exemplar_2370.pdf1.53 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.