Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/3640
Title: Trajetórias do comportamento agressivo em adolescentes: A influência das distorções cognitivas
Authors: Vagos, Paula, orientador científico
Pinto, Diana Filipa da Silva
Keywords: Comportamento agressivo
Adolescentes
Fatores de risco
Evolução
Atribuição hostil
Issue Date: 26-Jul-2021
Citation: Pinto, D. F. S. (2021). Trajetórias do comportamento agressivo em adolescentes: A influência das distorções cognitivas. (Dissertação de Mestrado), Universidade Portucalense, Portugal. Disponível no Repositório UPT, http://hdl.handle.net/11328/3640
Abstract: O presente estudo pretende caracterizar o comportamento agressivo, analisar a sua evolução ao longo do tempo e perceber de que forma as distorções cognitivas têm influência no mesmo. Este estudo conta com 132 participantes de três escolas da zona norte do país. Estes participantes estão divididos em dois grupos: grupo com alta agressão e grupo com baixa agressão. Foi aplicado um protocolo, que está inserido num estudo mais amplo, com os instrumentos “Escala de conflito entre pares (ECEP)” e “Cenas de processamento de informação social em adolescentes (PISAI). Estes instrumentos visam avaliar o comportamento agressivo em dois momentos e as atribuições hostis que se fazem perante uma situação, respetivamente. Os resultados obtidos indicam que o grupo com alta agressão diminui o seu comportamento ao longo do tempo, e o grupo com baixa agressão manteve o seu comportamento. Foram ainda obtidos resultados que confirmam que a prática prévia de comportamento agressivo é o maior preditor de si mesmo. Assim, os resultados não são de acordo com o esperado. Estes resultados podem ser discutidos à luz de fatores externos ao presente estudo. Desta forma, seria importante, em estudos futuros, estudar estes fatores.
This study aims to characterize aggressive behavior, analyze its evolution over time and understand how cognitive distortions influence it. This study has 132 participants from three schools in the north of the country. These participants are divided into two groups: high-aggression group and low-aggression group. A protocol was applied, which is part of a broader study, with the instruments “Peer Conflict Scale (ECEP)” and “Social Information Processing Scenes in Adolescents (PISAI). These instruments aim to assess the aggressive behavior in two moments and the hostile attributions that are made in a situation, respectively. The results obtained indicate that the group with high aggression decreases its behavior over time, and the group with low aggression maintained its behavior. Results were also obtained that confirm that the previous practice of aggressive behavior is the biggest predictor of oneself. Thus, the results are not as expected. These results can be discussed in light of factors external to the present study. Thus, it would be important, in future studies, to study these factors.
URI: http://hdl.handle.net/11328/3640
Appears in Collections:INPP - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
exemplar_2089.pdf3.99 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.