Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/3244
Title: Preditores das estratégias dos estudantes do Ensino Superior para lidar com o sucesso e o fracasso: O papel primordial da saúde
Authors: Conde, Ana, orientador científico
Ferreira, Filipa Andreia dos Santos
Keywords: Estratégias de coping
Saúde
Ensino superior
Issue Date: 27-Oct-2020
Citation: Ferreira, F. A. S. (2020). Preditores das estratégias dos estudantes do Ensino Superior para lidar com o sucesso e o fracasso: O papel primordial da saúde. (Dissertação de Mestrado), Universidade Portucalense, Portugal. Disponível no Repositório UPT, http://hdl.handle.net/11328/3244
Abstract: O Ensino Superior (ES) apresenta-se como um ambiente altamente desafiante e onde a competição está inevitavelmente presente em quase todas as áreas. Tal dá enfâse à importância de estudar as competências pessoais dos estudantes para lidar com situações de vitória e perda. Vários estudos têm vindo a sugerir que fatores como o sexo, a idade e a saúde são preditores das estratégias de coping. O presente estudo tem como objetivo principal explorar o peso preditivo de variáveis sociodemográficas, académicas e de saúde na explicação das estratégias dos estudantes do ES para lidar com o sucesso e o fracasso. A investigação contou com a participação de 146 participantes, com idades compreendidas entre os 18 e os 63 anos, avaliados, em momento único, com um Questionário de Dados Sociodemográficos e Académicos, a escala Coping with Winning and Losing Questionnaire e o Questionário de Estado de Saúde (SF-36). Os resultados obtidos permitem concluir que a perceção da qualidade da saúde em geral é o principal preditor das estratégias utilizadas pelos estudantes do ES para lidar com o sucesso e o fracasso, sendo também aquela que assume o maior poder explicativo. Observa-se que baixos níveis de saúde em geral estão associados à utilização de estratégias de coping mais desadaptativas, nomeadamente coping evitante e coping narcisista. Estes resultados apontam pistas que ajudarão na identificação de estudantes que se encontrem mais vulneráveis, evidenciado o recurso a estratégias mais desadaptativas para lidar com o sucesso e o fracasso ao longo do seu percurso académico.
Higher Education (ES) presents itself as a highly challenging environment and where competition is inevitably present in almost all areas. This emphasizes the importance of studying students' personal skills to deal with situations of victory and loss. Several studies have suggested that factors such as sex, age and health are predictors of coping strategies. The main objective of this study is to explore the predictive weight of sociodemographic, academic and health variables in explaining the strategies of higher education students to deal with success and failure. The research involved the participation of 146 participants, aged between 18 and 63 years old, evaluated, in a single moment, with a Sociodemographic and Academic Data Questionnaire, the Coping with Winning and Losing Questionnaire scale and the Health Status Questionnaire (SF-36). The results obtained allow us to conclude that the perception of health quality in general is the main predictor of the strategies used by higher education students to deal with success and failure, being also the one that assumes the greatest explanatory power, observing that low health levels in general are associated with the use of more maladaptive coping strategies, namely avoiding coping and narcissistic coping. These results point to clues that will help in the identification of students who are most vulnerable, evidencing the use of more maladaptive strategies to deal with success and failure along their academic path.
URI: http://hdl.handle.net/11328/3244
Appears in Collections:INPP - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
exemplar_1710.pdf573.46 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.