Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/210
Title: Os erros ortográficos em língua materna dos alunos do ensino básico na perspectiva do trabalho curricular dos professores
Authors: Fernandes, Verónica Helena Pinto Marques
Keywords: Língua portuguesa
Ortografia
Currículo docente
Ensino básico
TME
Issue Date: 2008
Citation: Fernandes, V. H. P. M. (2008). Os erros ortográficos em língua materna dos alunos do ensino básico na perspectiva do trabalho curricular dos professores. Dissertação de Mestrado em Administração e Planificação da Educação.
Abstract: O trabalho de investigação que apresentamos emergiu de uma inquietação que tem acompanhado a nossa prática pedagógica docente: a de saber qual o lugar que o erro ortográfico ocupa nas práticas curriculares dos professores, nomeadamente, dos professores de Língua Portuguesa. Nesta sequência, o presente estudo tem como fulcro a abordagem das representações dos professores de língua materna, do ensino básico, acerca daquilo que consideram ser o erro ortográfico e da importância que lhe atribuem nas suas práticas curriculares. É também nossa intenção perceber quais são as causas dos erros ortográficos, na perspectiva da nossa população-alvo, e analisar quais os meios de actuação pedagógico-didáctica que os docentes utilizam e consideram eficazes nas suas práticas profissionais quotidianas, tendo em vista a prevenção e a remediação dos erros ortográficos. Como forma de operacionalização do problema, foi realizado um estudo empírico, descritivo, no qual foram considerados e comparados três agrupamentos de escolas que se distinguem quanto à sua população escolar em termos de diversidade cultural (um agrupamento monocultural, um agrupamento híbrido e um agrupamento multicultural). Por outro lado, pretendemos também verificar até que ponto existem representações partilhadas entre os professores do 1º, 2º e 3º ciclos quanto à concepção de erros e quanto às opções metodológicas adoptadas na promoção da competência ortográfica. O instrumento de recolha dos dados baseou-se num inquérito por questionário distribuído aos docentes visados. Após a análise dos dados, verificou-se que os sujeitos da nossa amostra revelaram convicções não muito discordantes em relação à forma como perspectivam e concebem o erro ortográfico. O mesmo não pode dizer-se das práticas curriculares, sendo que são os professores com uma população escolar mais diversificada os que valorizam uma abordagem mais eclética das situações em que existe erro ortográfico.
URI: http://hdl.handle.net/11328/210
Appears in Collections:INPP - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TME 417.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.