Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/2054
Title: Desenvolvimento psicossexual e afetivo no adulto emergente
Authors: Jesus, Paulo, orientador científico
Silva, Márcia Filipa Pinto da
Keywords: Adulto emergente
Sexualidade
Relações românticas
Amor
Emerging adulthood
Sexuality
Romantic relationships
Love
Issue Date: 10-Nov-2017
Citation: Silva, M. F. P. (2017). Desenvolvimento psicossexual e afetivo no adulto emergente. (Dissertação de Mestrado), Universidade Portucalense, Portugal. Disponível no Repositório UPT, http://hdl.handle.net/11328/2054
Abstract: Nesta investigação, assume-se como hipótese teórica fundamental que as experiências, atitudes e emoções encontram-se em relação direta com o desenvolvimento afetivo, amoroso e psicossexual do adulto emergente. Sendo que o conceito de “adulto emergente” tem vindo a ganhar destaque, torna-se relevante compreender a importância da sexualidade e das relações amorosas no processo de desenvolvimento e crescimento pessoal. Neste âmbito, para além da importância da sexualidade na vida do indivíduo, torna-se igualmente pertinente perceber a importância das dinâmicas relacionais para o desenvolvimento psicossexual do adulto emergente. A presente investigação procurou compreender qual o significado das experiências amorosas e sexuais vividas pelo adulto emergente e qual a sua importância no processo de desenvolvimento psicossexual. A amostra do estudo, recolhida de forma não probabilística, é constituída por 80 sujeitos, dos quais 66 são do sexo feminino e 14 são do sexo masculino. O estudo contemplou duas fases que ocorreram em simultâneo: uma primeira correspondente a um “design misto paralelo”, consistindo na administração de questionários (Questionário Sociodemográfico, Escala do Amor Triangular de Sternberg, Grelha de Orientação Sexual de Klein, Escala de Atitudes Sexuais, Questionário de Vinculação Amorosa e Questionário de Vinculação ao Pai e à Mãe) e uma segunda recorrendo à realização de entrevistas semiestruturadas (Entrevista Narrativa Psicossexual para adultos) a 4 sujeitos. Os resultados evidenciaram diferenças de género, sendo que os participantes femininos apresentaram, comparativamente com os masculinos, mais amor, maior fluidez na orientação sexual e mais comunhão. Em contraste, os rapazes revelaram mais permissividade, práticas sexuais impessoais e instrumentalidade. Conclui-se que os sujeitos femininos se apresentaram como mais “conservadores”, enquanto os masculinos se revelaram como mais hedonistas e não-normativos. Examinam-se, por fim, as limitações e os contributos da presente investigação assim como algumas recomendações para estudos futuros.
In this investigation it is assumed as a fundamental theoretical hypothesis that the experiences, attitudes and emotions are in direct relation with the affective, loving and psychosexual development of the emergent adult. Being that the concept of "emerging adulthood" has been gaining prominence, it becomes relevant to understand the importance of sexuality and love relationships in the process of development and personal growth. In this context, in addition to the importance of sexuality in the life of the individual, it is equally pertinent to perceive the importance of the relational dynamics for the psychosexual development of the emergent adult. The present research sought to understand the meaning of the amorous and sexual experiences experienced by the emergent adult and their importance in the process of psychosexual development. The study sample, collected in a non-probabilistic way, consists of 80 subjects, of whom 66 are female and 14 are male. The study comprised two phases that occurred simultaneously: a first one corresponding to a "parallel mixed design", consisting of the administration of questionnaires (Sociodemographic Questionnaire, Sternberg Triangular Love Scale, Klein Sexual Orientation Grid, Sexual Attitudes Scale, Questionnaire of Amorous Bonding and Questionnaire of Bonding to Father and Mother) and a second using semi-structured interviews (Psychosexual Narrative Interview for adults) to 4 subjects. The results showed differences of gender, and the female participants presented, compared to the male subgroup, more love, greater fluidity in sexual orientation and more communion. In contrast, the male subgroup revealed more permissiveness, impersonal sexual practices, and instrumentality. We conclude that female individuals appeared as more “conservative”, whereas the male subgroup proved to be more hedonistic rather than normative. Finally, the limitations and contributions of the present research are examined as well as some recommendations for future studies.
URI: http://hdl.handle.net/11328/2054
Appears in Collections:INPP - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TMPS 104.pdf1.15 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.