Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/1998
Title: Preditores do raciocínio, afetividade e rendimento escolar em alunos do 3ºciclo
Authors: Costa-Lobo, Cristina, orientador científico
Nascimento, Daniela, orientador científico
Moreira, Joana Maria Matamá
Keywords: Raciocínio
Ensino Básico
Rendimento Escolar
Afectividade
Reasoning
Basic education
School performance
Affectivity
Issue Date: Nov-2017
Citation: Moreira, J. M. M. M. (2017). Preditores do raciocínio, afetividade e rendimento escolar em alunos do 3ºciclo. (Dissertação de Mestrado), Universidade Portucalense, Portugal. Disponível no Repositório UPT, http://hdl.handle.net/11328/1998
Abstract: O ensino básico assume-se como preponderante no desenvolvimento de crianças e adolescentes, contribuindo para a promoção da capacidade de raciocínio, muitas vezes traduzida no rendimento escolar. Por outro lado, a infância e a adolescência são períodos fundamentais no desenvolvimento da afetividade, variável responsável pelo bem-estar. Este estudo objetiva analisar o efeito preditor da afetividade e do raciocínio no rendimento escolar a Português e Matemática, disciplinas base nos programas curriculares do ensino básico. Adotou-se uma metodologia quantitativa e transversal, com amostra não probabilística de 226 alunos a frequentarem 9º ano de escolaridade em três escolas básicas do norte de Portugal. Para a recolha de dados foram contempladas medidas sociodemográficas e escolares, classificações no 2º período letivo do ano escolar 2016/2017, instrumento para avaliar o raciocínio e instrumento para avaliar a afetividade. Os resultados evidenciam que a perceção da qualidade do relacionamento com o pai e com os colegas é preditor de afetividade positiva, enquanto que ser do sexo feminino é preditor de afetividade negativa. Por sua vez, a menor idade e o gosto pela escola são preditores de maior raciocínio. A melhor classificação a Português é explicada pelo gosto pela escola, pela maior escolaridade do pai, pela melhor qualidade do relacionamento com os professores, pela maior afetividade negativa e pela inexistência de retenções prévias, enquanto que a melhor classificação de Matemática é explicada por gosto pelo estudo, pela qualidade do relacionamento com o pai e professores, e pelo raciocínio total. Estes resultados permitem compreender vários fatores que influenciam o rendimento escolar, pelo que devem ser tidos em consideração em intervenções que visem a promoção do sucesso escolar e bem-estar em estudantes finalistas do 3º ciclo do ensino básico. São discutidas implicações, limitações e sugestões são apresentadas para estudos futuros.
Basic education assumes a preponderant role in the development of children and adolescents, contributing to the promotion of reasoning, often translated into school performance. On the other hand, a childhood and adolescence are fundamental periods without development of the affection, variable responsible for the well-being. In this sense, this study aims to analyse the predictive effect of affectivity and reasoning without school surrender in Portuguese and mathematics, basic subjects in curricular university programs. This study adopted a quantitative and cross - sectional methodology with a non - probabilistic sample of 226 students on the 9th year of schooling in three university schools in the north of Portugal. For a data collection with contemplations socio-demographic and school measures, in the second period from 2016/2017 school year, instrument to evaluate the reasoning and the instrument to evaluate affectivity. The results of this study evidence that the perception of the quality of the relationship with the father and the collaborators are predictors of positive affectivity, while it is female and a predictor of negative affectivity. In turn, lower age and taste for school are predictors of greater reasoning. The best classification for Portuguese is explained by the school's taste, the higher the father's level of education, the better the quality of the relationship with the teachers, the greater negative affectivity and the absence of previous retention, while a better mathematical classification by explanation for taste for study, with the father and teachers, and by total reasoning. These results allow them to be in a position to influence school performance, so they will be included in the opinion on interventions that aim to promote school success and well-being on 3rd cycle basic education finalists. Implications and limitations are discussed, and suggestions for future studies are presented.
URI: http://hdl.handle.net/11328/1998
Appears in Collections:INPP - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TMPS 96.pdf389.93 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.