Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/1803
Title: Imparidades - Reconhecimento, mensuração e divulgação: Estudo empírico de empresas não cotadas em Portugal
Authors: Silva, Eduardo Manuel Lopes e Sá, orientador científico
Martins, Carlos Alexandre Quelhas
Keywords: Imparidade
Reconhecimento
Mensuração
Divulgação
Conservadorismo
Secretismo
Impairment losses
Impairment recognition
Measurability
Disclosure
Conservatism
Secrecy
Issue Date: 11-Feb-2014
Citation: Martins, C.A.Q. (2014). Imparidades - Reconhecimento, mensuração e divulgação: Estudo empírico de empresas não cotadas em Portugal. (Tese de Doutoramento), Universidade Portucalense, Portugal. Disponível no Repositório UPT, http://hdl.handle.net/11328/1803
Abstract: Esta investigação tem por principal objetivo evidenciar a presença dos valores contabilísticos de Gray em Portugal, nomeadamente através da obtenção de uma correspondência entre os valores do conservadorismo e do secretismo em termos do reconhecimento, mensuração e da divulgação, relacionados com as Perdas por Imparidade. Esta evidência será estudada através da ligação entre a referida problemática e determinados fatores, nomeadamente, a dimensão, o endividamento, o ebit, a rendibilidade, o código de atividade económica e a obrigatoriedade de certificação legal das contas, que distinguem as entidades incluídas na população deste estudo. O estudo baseou-se na análise de conteúdo do relato financeiro publicado pelas entidades através da IES no que diz respeito ao reconhecimento, mensuração e divulgação de perdas por imparidade, na ligação do tema com dois dos valores contabilísticos propostos por Gray (1988), nomeadamente, o conservadorismo e o secretismo. O objetivo deste estudo passa por estudar a evidência do conservadorismo e do secretismo divulgado no relato financeiro, nomeadamente na informação relacionada com as perdas por imparidade. A referida análise centrou-se na verificação da existência de possíveis diferenças significativas, por um lado, e de um eventual relacionamento, por outro, no que diz respeito a tais aspetos, consoante a dimensão, o endividamento, o ebit, a rendibilidade, o código de atividade económica e a obrigatoriedade de certificação legal das contas das entidades que compõem a população deste estudo. Os elementos analisados neste estudo foram obtidos a partir do relato financeiro publicado pelas entidades através da IES de 172 empresas portuguesas, que no período de 2010 adotaram o regime geral do SNC, ou seja adotaram as 28 NCRF, como normativo contabilístico e que possuem CAE 4, 6 ou 7, como código de atividade económico, revisão 3 (Decreto-lei n.º 381/2007, de 14 de novembro de 2007), posteriormente submetidos a técnicas estatística de análise não paramétricas. Os resultados encontrados sugerem um apoio menos fortalecido para a hipótese do conservadorismo em Portugal, na medida em que o reconhecimento de perdas por imparidade e imparidades líquidas mostrou-se mais recorrente nas entidades de maior dimensão, em função do código de atividade económica, em função do ebit e nas entidades obrigadas a certificação legal das contas. Por outro lado, não se verificaram diferenças significativas ou associação, nos termos da análise anteriormente efetuada, no que diz respeito aos aspetos relativos ao endividamento e à rendibilidade, com base em determinados indicadores para o efeito selecionados, das entidades componentes da população deste estudo. Relativamente ao valor contabilístico do secretismo, também o fator dimensão, o ebit e a obrigatoriedade de certificação legal das contas mostrou uma associação mais fortalecida no que diz respeito à divulgação relacionados com as perdas por imparidade, em detrimento dos fatores relacionados com o endividamento, o código de atividade económica e a rendibilidade. Os resultados deste estudo encontram assim um apoio menos fortalecido de secretismo em Portugal relativamente à informação divulgada no relato financeiro através da IES do reconhecimento de perdas por imparidade. Os resultados encontraram então um razoável apoio para o secretismo e o conservadorismo, sugerindo uma reclassificação do país ou a redefinição de tais valores.
This research aims to show the presence of Gray accounting values in Portugal, namely through the correspondence of conservatism and secrecy in terms of the recognition, measurability and disclosure of information about impairment losses. This evidence will be analyzed with association of the dimension, debt, ebit, profitability, the Economic Activity Code (CAE) and the Legal Accounting Certification of the sample. In order to do so we will see if there are significant differences and significant relationships between the recognition of impairment losses, net imparities, impairments disclosure and these companies characteristics. The sample has 172 Portuguese companies, that in 2010 adopted the SNC and have economic activities related to the commerce or services (CAE 4, 6 or 7). The analyzed elements were obtained through the year 2010 IES information of these companies. The information was statistically treated with descriptive statistics and non parametric tests. The results show less support to the conservatism accounting value than the Gray Model. The recognition of impairment losses and net imparities are more frequent on bigger companies, with bigger ebit, with CAE 4 and finally in companies that have Legal Accounting Certification. On the other hand we find no evidence to support differences and relationships between the impairment recognition and debt and profitability variables. Concerning the secrecy accounting value, the dimension factor and the obligation of legal certification show a stronger relationship with the impairment disclosure than with debt, CAE or profitability. The results find less support to the secrecy accounting value in Portuguese companies when the disclosure of information about impairment losses is concerned. The research results show a reasonable support to the conservatism and secrecy, and a suggestion to review the classification of Portugal in terms of Gray accounting values or to review these studied values.
URI: http://hdl.handle.net/11328/1803
Appears in Collections:REMIT - Teses de Doutoramento / PhD Thesis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TDG 18.pdf5.09 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.