Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/1651
Title: Qualidade de vida e ajuste diático do doente em hemodiálise.
Authors: Barata, Nuno Cravo, orientador científico
Múrias, Daniela Filipa Ruivo
Keywords: Insuficiência renal crónica
Ajuste diádico
Qualidade de vida
Depressão
Ansiedade
Chronical kidney failure
Dyadic adjustment
Life quality
Depression
Anxiety
Issue Date: 2015
Citation: Múrias, D.F.R. (2015). Qualidade de vida e ajuste diático do doente em hemodiálise. (Dissertação de Mestrado), Universidade Portucalense, Portugal. Disponível no Repositório UPT, http://hdl.handle.net/11328/1651.
Abstract: A presente investigação consiste num estudo quantitativo transversal de carácter descritivo e correlacional com a finalidade de adquirir uma maior compreensão da importância do ajuste diádico na qualidade de vida de pessoas portadoras de insuficiência renal crónica (IRC) em tratamento por hemodiálise. Os objetivos específicos desta investigação passam: 1) Compreender o impacto que a doença crónica tem na qualidade de vida em indivíduos com insuficiência renal crónica; 2) Analisar que possíveis implicações poderão ter a presença de perturbação de humor na qualidade de vida e relação diádica do doente renal crónico; 3) Perceber qual o impacto que a insuficiência renal crónica tem no ajuste diádico. Para este estudo, foram avaliados 60 doentes hemodialisados na Unidade Nordial – Centro Renal de Mirandela, em que 30 são portadores da diabetes e os restantes apenas sofrem de IRC sem nenhuma doença associada. Foram utilizados instrumentos específicos para medir a intensidade dos fenómenos em estudo. Inicialmente foi aplicado um questionário sociodemográfico com o objetivo de caracterizar a amostra. Seguidamente aplicou-se o instrumento sobre o Ajuste Diádico devido à importância que o apoio marital tem aquando de todo o processo de hemodiálise. Utilizou-se também instrumento sobre a qualidade de vida - WHOQOL-bref para verificar como pode ou não ser afetada quando o doente passa pelo processo de hemodiálise. Por fim, foi aplicada a escala de depressão e ansiedade hospitalar (HADS) com o intuito de identificar e reconhecer o estado emocional do indivíduo associado com à doença crónica. Os resultados deste estudo revelaram que (1) doentes diabéticos com IRC apresentam mais implicações na qualidade de vida do que doentes com IRC; 2) Existe relação negativa entre a presença de perturbação de humor, qualidade de vida e ajuste diádico; (3) doentes diabéticos IRC apresentam maior relação diádica do que doentes com IRC.
This investigation regards a transversal and quantitative study with a correlational and descriptive character with the purpose of achieving a greater understanding of the importance of the dyadic adjustment on the quality in the life of patients with chronic kidney failure (IRC) in hemodialysis treatment. The main golds of this investigation are: 1) understand the impact that this disease has on the life’s quality of this patients; 2) to analyze witch possible implications that may be in the presence of humor defaults in life’s quality or the dyadic relation of the patient; 3) to understand the impact of this disease in the dyadic adjustment. For this study, we observe 60 hemodialysis patients on the Unidade Nordial – Centro Renal de Mirandela, of which 30 of them carriers diabetes and the remain just suffer of IRC without any associate disease. We use specific instruments to measure the intensity of all the aspects of this study. Initially we applied a sociodemographic questioner to characterize the sample of our study; then we applied the same instrument regarding the dyadic adjustment because of the importance that marital support has during hemodialysis. We also use WHOQOL-bref regarding the quality of life to understand how it may be affected during hemodialysis treatment. N the end we applied HADS – hospital scale of depression and hospital anxiety with the gold to identify and recognize the emotional state of the patient associated to his physical condition. The results of this study revealed that 1) diabetic patients with IRC have more implications for the quality of life than patients with IRC ; 2 ) There is no relationship between the presence of disturbance of mood , quality of life and dyadic adjustment ; 3 ) IRC diabetic patients are more dyadic relationship than patients with IRC.
URI: http://hdl.handle.net/11328/1651
Appears in Collections:INPP - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TMPS 52.pdf1.3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.