Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/1602
Title: Suporte social, stress e adaptação ao Ensino Superior de estudantes do primeiro ano: Uma análise de perfis.
Authors: Araújo, Alexandra M., orientador científico
Amorim, Daniela da Silva
Keywords: Transição para o Ensino Superior
Suporte social
Adaptação pessoal e emocional
Adaptação académica
Stress
Transition to Higher Education
Social support
Personal and emotional adjustment
Academic adaptation
Stress
Issue Date: 27-Jun-2016
Citation: Amorim, D. S. (2016). Suporte social, stress e adaptação ao Ensino Superior de estudantes do primeiro ano: Uma análise de perfis. (Dissertação de Mestrado), Universidade Portucalense, Portugal. Disponível no Repositório UPT, http://hdl.handle.net/11328/1602.
Abstract: A investigação sobre a adaptação dos estudantes ao Ensino Superior tem demonstrado que existe um largo número de variáveis pessoais e contextuais que influenciam esta transição. A variável de suporte social tem sido cada vez mais investigada como um fator preditor do sucesso no percurso académico, constituindo um promotor do bemestar e atenuador do stress associado à transição. O presente estudo procurou identificar perfis de suporte social, stress percebido, controlo percebido e autoconfiança, adaptação pessoal e emocional e adaptação académica em estudantes universitários do primeiro ano. Mais ainda, procurou-se verificar o impacto do sexo na pertença aos clusters identificados. Participaram neste estudo 378 estudantes do primeiro ano de uma instituição de ensino privado do Porto (57.4% sexo feminino; Midade = 18.85; DP = 1.22). A análise de clusters permitiu a identificação de quatro perfis de estudantes diferenciados nas suas características, o que mostra que a relação entre as variáveis estudadas não é homogénea em todos os estudantes. Mais ainda, foi verificada uma associação entre o sexo e a pertença aos clusters. Assim, é clara a necessidade de se distinguir os alunos que precisam de intervenção psicológica daqueles que se encontram adaptados. Face aos resultados obtidos, são apresentadas algumas reflexões e implicações ao nível psicoeducacional e avançadas algumas pistas para a intervenção psicológica nos diferentes grupos de estudantes.
Research on the adaptation of students to Higher Education has shown that there are several personal and contextual variables that influence this transition. The social support variable has been increasingly investigated as a main factor of success in the academic life, as social support promotes general well-being and buffers the impact of stress related to the transition. The present study aimed to identify profiles of social support, perceived stress, perceived control and self-confidence, personal and emotional adjustment, and academic adaptation in first-year students. In addition, we investigated the impact of gender on the distribution of students in the identified profiles. Participants included 378 first-year students of a private educational institution of Porto (57.4% females, Mage = 18.85; SD = 1.22). The cluster analysis allowed the identification of four different profiles of students, which shows that adaptation to HE is not homogeneous for all students. In addition, gender was related to profile membership. Therefore, there is a clear need to distinguish students who need psychological intervention from those who are adapted. According to the findings, we present some psychoeducational concerns and implications and provide some suggestions for psychological intervention for the different groups of students.
URI: http://hdl.handle.net/11328/1602
Appears in Collections:INPP - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TMPS 68.pdf330.53 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.