Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/1586
Title: Investimento público e rendimento escolar dos alunos do 2.º Ciclo: Caso da Província do Huambo de 2007 a 2012.
Authors: Pacheco, Luís Miguel, orientador científico
Cachicualo, Mário Domingos
Keywords: Investimento público
Rendimento escolar
Economia
Educação
Public investement
School performance
Economic
Educational intervention
Issue Date: 16-Jun-2016
Citation: Cachicualo, M. D. (2016). Investimento público e rendimento escolar dos alunos do 2.º Ciclo: Caso da Província do Huambo de 2007 a 2012. (Dissertação de Mestrado), Universidade Portucalense, Portugal. Disponível no Repositório UPT, http://hdl.handle.net/11328/1586.
Abstract: A educação é um dos fatores fundamentais para a capacitação do capital humano e, por conseguinte, responsável pelo crescimento económico. O presente estudo procurou analisar a participação do setor público na geração e manutenção do sistema educacional do país, o que nos permite destacar a inter-relação entre educação e desenvolvimento de um país e, deste ponto de vista, o investimento em educação permite alcançar um maior nível de desenvolvimento socioeconómico e a diversificação da economia. O governo angolano necessita de investir no setor da educação, principalmente no aumento do número de salas de aulas e na colocação dos serviços próximo dos cidadãos alvo, sendo dessa forma possível desenvolver o país e diversificar a sua economia. As crianças sem educação tornar-se-ão adultos trabalhadores menos educados e menos qualificados, que por sua vez serão pais de crianças que irão começar a ir à escola, mas que para ajudar nas finanças familiares terão uma forte propensão a deixar de estudar. A transmissão intergeracional da pobreza fica clara. Países com baixo poder de compra e com níveis de rendimento insuficientes, buscam nos filhos ferramentas que agregam valor aos rendimentos familiares, mesmo que com salários de baixo valor, fazendo com que as crianças desistam das aulas. O resultado é um círculo vicioso em que a pobreza se perpetua a si mesma. No entanto, é necessário o controlo destes gastos no setor e optar por políticas que estimulem o maior aproveitamento escolar, evitando desta forma as reprovações, desistências e melhorando a pirâmide educacional que atualmente deixa muito a desejar.
Education is one of the key factors for capacity building of human capital and, therefore, responsible for economic growth. This study sought to analyze the participation of the public sector in generating and sustaining the country system of education, which allows us to highlight the inter relatedness between education and the development of a country and from this point of view, investment in education will achieve a higher level of socioeconomic development and diversification of the economy. The Angolan government needs to do much investment in this sector, especially increasing the number of classrooms and provide the necessary services to the citizens, being thus possible to develop the country and diversify its economy. Children without education will become less educated and less skilled adult workers. Then they will be the parents of children who will start going to school, but in order to help the families’ finances, will have a high propensity to quit studies. The intergenerational transmission of poverty is clear. Parents with low, consider children as tools that add value to the family income, even with low-value wages, making children to quit school. The result is a vicious cycle in which poverty is perpetuated itself. However, the monitoring of spending in the sector and the policy options that encourage higher educational attainment are necessary, thus avoiding failures, dropouts and improving the educational pyramid which currently leaves much to desire.
URI: http://hdl.handle.net/11328/1586
Appears in Collections:REMIT - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TMG 26.pdf671.5 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.