Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/1550
Title: Vinculação e sintomatologia psicopatológica na idade adulta: Estudo com uma amostra não clínica.
Authors: Conde, Ana, orientador científico
Morais, Diana Rita Nadais Ribeiro de
Keywords: Vinculação no adulto
Representações de vinculação
Psicopatologia
Adult attachment
Attachment representations
Psychopathology
Issue Date: 21-May-2015
Citation: Morais, D. R. N. R. (2015). Vinculação e sintomatologia psicopatológica na idade adulta: Estudo com uma amostra não clínica. (Dissertação de Mestrado), Universidade Portucalense, Portugal. Disponível no Repositório UPT, http://hdl.handle.net/11328/1550.
Abstract: A Vinculação tem sido alvo de diversas investigações no sentido de avaliar a sua potencial influência na saúde/perturbação mental. Baseado no modelo bidimensional de Bartholomew e Horowitz (1991), o presente estudo procura (1) analisar diferenças entre os diversos estilos de vinculação tem termos da sintomatologia psicopatológica, (2) avaliar o efeito preditor das dimensões de vinculação na sintomatologia psicopatológica e (3) averiguar diferenças de sexo e idade ao nível das dimensões de vinculação e sintomatologia psicopatológica. O estudo implicou uma amostra de 116 sujeitos, avaliada através de um questionário sócio-demográfico, do Brief Symptom Inventory (BSI) e da Escala de Vinculação no Adulto (EVA). Os resultados demonstram (1) diferenças significativas entre os diferentes estilos de vinculação ao nível das dimensões de sintomatologia psicopatológica, com exceção da Ansiedade Fóbica; (2) um efeito preditivo das dimensões de vinculação (particularmente da Ansiedade e do Conforto com a Proximidade) ao nível da generalidade das dimensões de sintomatologia psicopatológica, à exceção da Ansiedade Fóbica; e (3) diferenças marginalmente significativas de género ao nível das dimensões de vinculação (os adultos exibem maior Confiança nos outros e Conforto com a Proximidade do que os adultos emergentes) e de idade ao nível da sintomatologia ansiosa (com as mulheres a exibirem maiores níveis que os homens). A consideração da vinculação na abordagem da psicopatologia assume-se como essencial, permitindo a compreensão da natureza da sintomatologia psicopatológica evidenciada.
Attachment has been the subject of several investigations to assess its potential influence on mental health/disorder. Based on the two-dimensional model of Bartholomew and Horowitz (1991), this study seeks to (1) analyse differences between the attachment styles in terms of psychopathological symptoms, (2) assess the predictive effect of attachment dimensions in psychopathological symptoms and (3) to evaluate differences of gender and age in attachment dimensions and psychopathological symptoms. The study involved a sample of 116 adult evaluated through a socio-demographic questionnaire, the Brief Symptom Inventory (BSI) and Escala de Vinculação no Adulto (EVA). The results demonstrate (1) significant differences between the different attachment styles at the level of dimensions of psychopathological symptoms, except for Phobic Anxiety; (2) a predictive effect of attachment dimensions (particularly Anxiety and Comfort with the Proximity) at the level of the general dimensions of psychopathological symptoms, except for Phobic Anxiety; and (3) marginally significant gender differences at the level of attachment dimensions (Adults exhibit greater Trust in Others and Comfort with the Proximity comparing to Emerging Adults) and marginally significant age differences at the level of anxiety symptoms (Women exhibit higher levels than Men). Consideration of the attachment into psychopathology approach is assumed as essential, allowing the understanding of the nature of evidenced psychopathological symptoms.
URI: http://hdl.handle.net/11328/1550
Appears in Collections:INPP - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TMPS 62.pdf693.8 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.