Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/147
Title: Práticas educativas parentais: influência na auto estima, na qualidade de vida e no desempenho académico de estudantes do ensino superior.
Authors: Dias, Hermínia Maria Sousa Pereira da Silva
Keywords: Práticas educativas parentais
Desempenho académico
Auto estima
Qualidade de vida
Ensino superior
Educational parenting practices
Academic performance
Self esteem
Life quality
Higher education
TMPS
Issue Date: 2012
Citation: Dias, H. M. S. P. (2012). Práticas educativas parentais: influência na auto estima, na qualidade de vida e no desempenho académico de estudantes do ensino superior. Dissertação de Mestrado em Psicologia na especialização em Psicologia da Educação e da Orientação.
Abstract: O estudo aqui exposto pretende analisar o impacto das práticas educativas parentais no desenvolvimento humano de forma particular. Visa ainda perceber de que maneira é que as práticas educativas parentais determinam a auto estima, a qualidade de vida e o desempenho académico dos estudantes do ensino superior. Foram recolhidos dados num estabelecimento de ensino superior particular, envolvendo uma amostra total de 65 indivíduos. Após o consentimento informado, os inquiridos responderam a um questionário socio-demográfico, a um questionário de percurso académico, à Escala EMBU memórias de infância, à Escala de Avaliação Global da Auto Estima de Rosenberg (RSES) e ao Questionário de Qualidade de Vida, WHOQOL-BREF. Observou-se uma correlação positiva entre a auto estima e a dimensão Suporte Emocional do pai, verificou-se ainda que esta dimensão das práticas educativas parentais é preditiva desta variável. Quanto à qualidade de vida geral, a mesma dimensão Suporte Emocional do pai apresenta também uma correlação positiva e preditiva. Foi analisada, ainda, uma associação positiva estatisticamente significativa entre a qualidade de vida na faceta física e as dimensões Suporte Emocional do pai e Rejeição do pai, embora nenhuma destas práticas educativas parentais se apresente como preditor nesta faceta da qualidade de vida. No que toca à faceta psicológica da qualidade de vida e as práticas educativas Suporte Emocional do pai e da mãe, estas apresentam uma associação positiva significativa, assim como a Rejeição do pai e da mãe, só que neste caso a associação significativa é negativa. Concluiu-se, no entanto, que só o Suporte Emocional do pai é que permite predizer esta faceta. A qualidade de vida relativa ao ambiente e as práticas educativas parentais, Suporte Emocional do pai e da mãe, apresentam uma associação positiva estatisticamente significativa, mas só o Suporte Emocional do pai é que permite predizer esta dimensão da qualidade de vida. A qualidade de vida nas relações sociais e a dimensão Sobreproteção do pai aparecem associadas negativamente, sendo ainda esta dimensão das práticas educativas parentais preditiva desta dimensão da qualidade de vida. Não se encontraram correlações significativas entre as práticas educativas parentais do pai e da mãe e o desempenho académico. Os resultados supra referidos permitem consolidar a vertente prática, pois facilitam a compreensão dos efeitos das práticas educativas e do papel do pai no desenvolvimento dos filhos. This study intends to make a synthesis of theoretical review, which demonstrates the impact of the educational parenting practices in human development. It also seeks to understand how these parenting practices determine self esteem, life quality and academic performance of students in higher education. Data were collected in a private higher education institution, in a total sample of 65 individuals. After their informed consent, respondents answered a socio-demographic questionnaire, a questionnaire of academic route, Scale EMBU childhood memories, the Global Assessment of Self Esteem Rosenberg (SSRS) and a Life Quality Questionnaire, the WHOQOL-BREF. There was a positive correlation between self esteem and the Father´s Emotional Support. It was found that this dimension of parenting practices is predictive of this variable. As for the overall life quality, the Father´s Emotional Support also has a positive correlation and predictive. Was also verified a statistically significant positive association between physical aspect of life quality and Father´s Emotional Support and the Father´s Rejection, although none of these parenting practices are presented as a predictor of life quality. The psychological aspect of life quality and the Father´s and Mother´s Emotional Support showed a significant positive association, as well as the Father´s and Mother´s Rejection, but in this case, the significant association is negative. It was concluded, however, that only the Father´s Emotional Support is what allows predicting this facet. The life quality on the environment and parenting practices, Father´s and Mother´s Emotional Support had a statistically significant positive association, but only the Father´s Emotional Support is what allows predicting this dimension of life quality. The life quality in social relations and the Father´s Overprotection appeared to be negatively associated. This dimension seems to be as well predictive of life quality. No significant correlations were found between the parenting practices of father and mother and the academic performance. The aforementioned results allow consolidating the practical side, because they facilitate the understanding of the effects of educational practices and the role of father in the development of children.
URI: http://hdl.handle.net/11328/147
Appears in Collections:INPP - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TMPS 11.pdf4.39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.