Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/144
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorAfonso, Julieta Domingospt_PT
dc.date.accessioned2009-06-12T14:11:34Zpt_PT
dc.date.accessioned2013-08-14T18:00:19Z-
dc.date.available2009-06-12T14:11:34Zpt_PT
dc.date.available2013-08-14T18:00:19Z-
dc.date.issued2006pt_PT
dc.identifier.citationAfonso, J. D. (2006). A evolução do processo de constituição dos agrupamentos: os seus beneficios e o grau de participação da comunidade educativa. Dissertação de Mestrado em Administração e Planificação da Educação.pt_PT
dc.identifier.otherTME 349pt_PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11328/144-
dc.description.abstractCom o presente trabalho pretendeu-se averiguar, tendo como referência o actual modelo de gestão implementado através do Decreto-Lei n.º 115-A/98, de 4 de Maio, as mudanças que se estão a introduzir no Sistema Educativo e, consequentemente, as alterações imprimidas na estrutura organizativa e no funcionamento das escolas, bem como as alterações na participação dos vários actores educativos. Bem como se procurou compreender quais as diferenças dinâmicas administrativas e organizacionais, as finalidades e os objectivos de todo estes processo que levaram à constituição de Agrupamentos de Escolas. Este trabalho encontra-se divido em duas partes que se complementam. Na primeira parte temos a fundamentação teórica, na qual se faz referencia à evolução histórica dos principais objectivos legislativos, desde o período do Estado Novo até ao início de 2005, as principais mudanças administrativas e organizacionais imprimidas por cada um destes documentos que conduziram à formação de Agrupamentos de Escolas. Na segunda parte procedeu-se à análise teórica e tratamento de dados, desenvolvendo-se e estudo de um caso de um Agrupamento Vertical situado no Distrito de Vila Real. Para tal foram aplicados questionários aos docentes e entrevistas aos Presidentes do Conselho Executivo, do Conselho Pedagógico, da Assembleia da escola e a um representante da Câmara Municipal, através dos quais se procurou conhecer a opinião de todos estes elementos sobre o processo de constituição do Agrupamento e sobre o seu actual funcionamento. Apesar do actual Regime apontar para o caminho da autonomia, para alguns professores tal ainda não aconteceu e a escola continua ligada e dependente da administração central. Assim sendo, ainda há um longo caminho a percorrer até que as escolas vejam a autonomia verdadeiramente reforçada e que o poder central se liberte do forte controlo que exerceu sobre estas.pt_PT
dc.description.sponsorshipOrientação: Prof.Doutor Orlando Freitaspt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsopenAccess-
dc.subjectEducaçãopt_PT
dc.subjectGestão escolarpt_PT
dc.subjectComunidade educativapt_PT
dc.subjectParticipaçãopt_PT
dc.subjectAutonomiapt_PT
dc.subjectDescentralizaçãopt_PT
dc.subjectAgrupamento escolarpt_PT
dc.subjectTME-
dc.titleA evolução do processo de constituição dos agrupamentos: os seus beneficios e o grau de participação da comunidade educativapt_PT
dc.typemasterThesispt_PT
Appears in Collections:INPP - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TME 349.pdf3.6 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.