Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/1404
Title: O fim da incerteza no regime jurídico do cheque.
Other Titles: The End of Legal Uncertainty in the Cheque.
Authors: Namora, Nuno Cerejeira
Keywords: Regime jurídico
Cheque
Issue Date: 2011
Publisher: Universidade Portucalense, Instituto Jurídico Portucalense.
Citation: Namora, N. C. (2011). O fim da incerteza no regime jurídico do cheque. Revista jurídica, 14, 221-224. Disponível no Repositório UPT, http://hdl.handle.net/11328/1404.
Abstract: Um recente Acórdão Uniformizador de Jurisprudência, proferido a 28 /02/2008 pelo STJ, esclareceu e, porventura acabou, com a longa querela doutrinária e jurisprudencial: os Bancos têm que pagar o valor do cheque quando este é apresentado dentro do prazo, ainda que haja ordem de revogação por parte do sacador. Com benefícios para a segurança jurídica e certezas para o Mercado, entende o STJ que, durante o prazo de apresentação, o cheque é irrevogável, podendo o sacador responsabilizar o banco pela recusa de pagamento. Acabaram desta feita, os casos em que a instituição bancária recusava o pagamento, com base na ordem de revogação do sacador, invocando justa causa como vício da vontade. Bem, se não acabar, pelo menos os bancos passam a ter mais um forte incentivo para meter um ponto final em tão nefasta prática! Será uma “nova vida” para este título de crédito, em via de extinção face á evolução tecnológica?
URI: http://hdl.handle.net/11328/1404
ISSN: 0874-2839
Appears in Collections:IJP - Revista Jurídica – n.º 14/2011

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
17_NUNO-NAMORA.pdf123.89 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.