Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/1324
Title: Promoção da saúde e bem-estar subjetivo no futebol de formação: regulação emocional e rendimento de atletas acolhidos na Casa do Dragão.
Authors: Lobo, Cristina Costa, orientador científico
Martins, Priscila Daniela
Keywords: Rendimento desportivo
Atletas
Bem-estar subjetivo
Regulação emocional
Excelência
Motivação
Sports performance
Athletes
Subjective well-being
Emotional regulation
Excellence
Motivation
Issue Date: 2015
Publisher: Universidade Portucalense
Citation: Martins, P. D. (2015). Promoção da saúde e bem-estar subjetivo no futebol de formação: Regulação emocional e rendimento de atletas acolhidos na Casa do Dragão. (Dissertação de Mestrado), Universidade Portucalense, Portugal. Disponível no Repositório UPT, http://hdl.handle.net/11328/1324.
Abstract: Numa época em que existe uma necessidade crescente de compreender os fatores aliados aos rendimentos excelentes, onde a necessidade de ser melhor e fazer melhor é fundamental, principalmente em contextos como o do futebol, onde a competitividade é elevada, as oportunidades limitadas, e cada erro pode custar milhões. Cada vez mais investigações ressaltam a importância dos fatores psicológicos e emocionais como a motivação, os afetos e as emoções na descoberta da excelência. Este trabalho pretende estudar a influência do bem-estar subjetivo, da regulação emocional e da orientação motivacional no rendimento desportivo, para tal recorreu-se à utilização de três instrumentos adaptados à população portuguesa: escala de felicidade subjetiva de Pais-Ribeiro (2012), Emotion regulation índex for children and adolescentes - ERICA de Reverendo e Machado (2013) e o questionário de orientação motivacional para o desporto de Massuça, Fragoso e Rosado (2011). Os instrumentos utilizados têm validade de construto, boa fiabilidade o que sugere a sua adequabilidade. Realizou-se um estudo exploratório, com uma amostra de conveniência composta por 50 atletas do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 14 e os 15anos, sendo que (n=30, 60%) pertencem à equipa A (n=20, 40%) pertencem à equipa B. Os resultados sugerem a existência de uma relação estatisticamente significativa entre as dimensões controlo emocional e autoconsciência emocional e o rendimento, a dimensão orientação para o ego e o rendimento e as dimensões autoconsciência emocional e responsividade situacional com a orientação para a tarefa, por fim, a orientação para o ego parece estar associada a baixos níveis de controlo emocional e permitem infirmar a existência de relação entre a felicidade subjetiva e o rendimento, a correlação entre a felicidade subjetiva e a regulação emocional e a felicidade subjetiva com a orientação motivaciona
At a time when there is a growing need to understand the factors allied to excellent yields, where the need to be better and do better is critical, especially in contexts such as football, where competitiveness is high, the limited opportunities, and each error can cost millions. Increasingly investigations underscore the importance of psychological and emotional factors as motivation, affections and emotions in the discovery of excellence. This work aims to study the influence of subjective well-being, emotional regulation and motivational orientation in sports performance, for it resorted to the use of three instruments adapted to the Portuguese population: scale of subjective happiness of Pais-Ribeiro (2012), Emotion regulation índex for children and adolescentes - ERICA of Machado and Reeverendo (2013), Motivational Orientation Questionnaire in Sport of Massuça, Fragoso and Rosado (2011). The instruments used have construct validity, good reliability suggesting their suitability. We conducted an exploratory study with a convenience sample of 50 male athletes, aged between 14 and 15 years, and (n=30, 60%) belong to Team A, (n=20, 40%) belong to the team B. The results suggest the existence of a statistically significant relationship between emotional control dimensions and emotional self-awareness and performance, the size guidance for the ego and the performance and dimensions emotional self-awareness and situational responsiveness to task orientation, finally, the orientation ego seems to be associated with low levels of emotional control and allows rule out the existence of a relationship between subjective happiness and income, the correlation between subjective happiness and emotional regulation and subjective happiness with the motivational orientation
Description: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde.
URI: http://hdl.handle.net/11328/1324
Appears in Collections:INPP - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TMPS 51.pdf3.32 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.