Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/1238
Title: Avaliação psicológica de atletas lesionados.
Authors: Soares, Inês Filipa Fonseca
Keywords: Psicologia clínica
Atletas
Lesão desportiva
Sintomatologia psicológica
Clinic psychology
Athletes
Sports injury
Psychological symptomatology
Issue Date: Oct-2014
Publisher: Universidade Portucalense
Citation: Soares, I. F. F. (2014). Avaliação psicológica de atletas lesionados. (Dissertação de Mestrado), Universidade Portucalense, Portugal.
Abstract: Este estudo pretende explorar a existência de maior sintomatologia psicológica presente durante uma lesão e a presença de relações entre as variáveis sexo, idade, tempo de lesão e as variáveis, ansiedade, depressão, stress e estados de humor. Com este intuito foram aplicados: o POMS - Perfil de estados de humor (Viana, Almeida & Santos, 2001) e o EADS-21 – Escalas de Ansiedade, Depressão e Stress (Ribeiro, Honrado & Leal, 2004) numa amostra de 45 indivíduos, 42 do sexo masculino e 3 do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 18 e os 37 anos. Os resultados apresentados indicam que contrariamente ao esperado não se encontraram alterações significativas a nível da sintomatologia psicológica durante uma lesão e também não se encontraram relações entre as variáveis em análises e os testes utilizados. Foi apenas possível verificar diferenças entre a idade e o tempo de lesão relativamente aos instrumentos aplicados. Os resultados foram, finalmente, discutidos e enquadrados na teoria subjacente.
This study aims to explore the existence of higher psychological symptomatology present during an injury and the presence of relationships between gender, age, time since injury and variables, anxiety, depression, stress and mood states. With this purpose were applied: the POMS - Profile of mood states (Viana, Almeida & Santos, 2001) and the EADS-21 - Scales of Anxiety, Depression and Stress (Ribeiro, Honrado & Leal, 2004) a sample of 45 subjects, 42 males and 3 females, aged 18 to 37 years. The results presented indicate that contrary to expectations there were no significant changes in the psychological symptomatology during an injury and also not found relationships between variables in analyzes and tests used. It was only possible to see differences between the age and the time of injury for instruments applied. The results were finally discussed and supported in the underlying theory.
Description: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde.
URI: http://hdl.handle.net/11328/1238
Appears in Collections:INPP - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Acesso Restrito.pdf406.96 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.