Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11328/1045
Title: Iniciativas de empreendedorismo social no Terceiro Setor em Portugal: antecedentes, comportamentos e desempenho organizacionais.
Authors: Santos, José de Freitas, orientador científico
Bernardino, Susana Jacinta Queirós
Keywords: Empreendedorismo
Empreendedorismo social
Criação de valor social
Terceiro setor
Empreendedor social
Gestão de organizações sociais
Desempenho organizacional
Entrepreneurship
Social entrepreneurship
Social value creation
Third Sector
Social entrepreneur
Social organizations management
Organizational performance
Issue Date: Dec-2013
Citation: Bernardino, S. J. Q. (2013). Iniciativas de empreendedorismo social no Terceiro Setor em Portugal: antecedentes, comportamentos e desempenho organizacionais. (Tese de Doutoramento), Universidade Portucalense, Portugal.
Abstract: O empreendedorismo social é um fenómeno atual, e com uma importância crescente na sociedade Portuguesa e um pouco por todo o mundo. Apesar da relevância académica do tema, o empreendedorismo social é ainda um campo pouco explorado das ciências sociais em Portugal. De facto, conhece-se muito pouco acerca dos fatores impulsionadores do empreendedorismo social e das condições que conduzem ao seu sucesso. O estudo realizado parte de um referencial teórico-concetual, elaborado com base na revisão da literatura sobre o tema, que serviu de suporte à construção do modelo analítico, a partir do qual se formularam as hipóteses de investigação. Estas hipóteses foram testadas a partir de uma metodologia quantitativa, que implicou o recurso à construção de um questionário que foi aplicado, sob a forma de inquérito online, às Organizações Não Governamentais para o Desenvolvimento registadas em Portugal e aos projetos cotados na Bolsa de Valores Sociais. Os dados primários recolhidos foram sujeitos a tratamentos de análise estatística descritiva e inferencial, como o teste t- student, o teste de Friedman, o modelo MANOVA não-paramétrico e o teste de Kruskal-Wallis. Os resultados deste estudo permitiram a identificação de um quadro de fatores suscetíveis de influenciarem o desencadear da iniciativa social, particularmente a posse de determinados traços de personalidade (extroversão, abertura à experiência e conscenciosidade), as experiências pessoais e profissionais passadas, os objetivos de caráter social e pessoal, e a perceção de viabilidade da iniciativa pelo potencial empreendedor social. A investigação permitiu ainda identificar um conjunto de comportamentos que influenciam positivamente o desempenho das organizações sociais. Assim, constatou-se a influência positiva da existência de uma estratégia, da análise ambiental (contextual), da implementação estratégica, e da gestão dos recursos, quer sejam de natureza tangível (recursos financeiros e recursos tecnológicos) quer intangível (imagem, reputação, qualidade e capital social). O conhecimento dos fatores que formam as intenções para um comportamento socialmente empreendedor é importante para que possam ser estimulados e incrementados os projetos de empreendedorismo social no país. De igual modo, a identificação dos comportamentos de gestão que contribuem favoravelmente para o desempenho e sucesso das organizações sociais afiguram-se pertinentes para aumentar a sua eficiência e capacidade de geração de valor social.
Social entrepreneurship is a current phenomenon with growing importance in Portuguese society and all around the world. Despite the academic relevance of the subject, social entrepreneurship is still an unexplored field of Portuguese social sciences. In fact, little is known about the promoting factors of social entrepreneurship and the conditions leading to its success. The investigation starts with the literature review on the topic allowing the construction of the theoretical-conceptual framework from which the analytical model was constructed and the research hypotheses were stated. These hypotheses were tested using a quantitative methodology, by means of a questionnaire which was built up and applied, as an online survey, to Non-Governmental Development Organizations registered in Portugal and to projects listed on the Social Stock Exchange. To treat the primary data gathered, descriptive and inferential statistical tests were used, such as t- student, Friedman test, nonparametric MANOVA and Kruskal-Wallis test. The results of this study provided us with a framework of factors likely to influence the onset of social initiative, specifically certain personality traits (extroversion, openness to experience and conscientiousness), former personal and professional experiences, personal and social goals, and social entrepreneur’s perception about the initiative viability. The investigation also allowed us to determine a set of behaviours that positively influence the performance of social organizations. Namely, the existence of a strategy, of an environmental analysis, of a strategic implementation and of resource management, whether tangible (financial and technological resources) or intangible (image, reputation, quality and social capital). These factors have a positive impact on the organizational performance. Knowing how social entrepreneurial behaviour intents are formed is important to stimulate and enhance social entrepreneurship projects in the country. Similarly, identifying the management behaviours that favorably contribute to the performance and success of social organizations appears to be relevant to increase their efficiency and ability to generate social value.
Description: Tese de Doutoramento em Gestão.
URI: http://hdl.handle.net/11328/1045
Appears in Collections:REMIT - Teses de Doutoramento / PhD Thesis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TDG 8.pdf6.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.